"Good cats are dead cats"

.

.

Seja bem vindo ao meu mundo onde a fantasia é a única realidade!

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Se for pra morrer

você irá morrer, mas se não for...
Eu estava indo para o ponto de ónibus, e havia uma moça com um moleton rosa, cabelo preso, num coque, relaxadamente, amarrado com o próprio cabelo despenteado, alguns cachos preto estavam arrepiados. Fiquei num canto, um pouco longe do banco, e ela estava sentada no banco. Foi então que ouvimos um barulho estranho, e vale lembrar que nenhum ónibus parava para nós, e em nossa direção veio um cavalo preto com os olhos vermelhos, e sentado nesse cavalo estava um homem vestido de preto com um chicote de fogo, os olhos dele eram ódio, enquanto o nosso era medo.
Ele chicoteou a mulher arrancando a cabeça dela, eu tentei fugir, subindo o barranco que havia atrás do ponto de ónibus, o homem tentou subir também, mas o cavalo ficou de pé derrubando o homem, que bateu com a cabeça numa pedra e morreu. Eu então pensei que não estava mais correndo risco de vida, e foi então, que escondida atrás do barranco eu vi outra de mim, agachada bem na minha frente e ela (eu) me disse que na verdade o cavalo era que domava o homem, e o assassino era o cavalo, e ele não ia desistir enquanto não me matasse, porque eu era uma testemunha, mas havia um modo de despistá-lo eu teria que deixá-lo quebrar minha perna em oito partes, sem demonstrar que eu estava viva.
O cavalo começou a me pisotear e eu fingia que não estava viva. Ele então se virou e foi embora (calvagando no ar)
Eu me levantei com muita dor, e estava novamente sozinha. Estava voltando pra casa, com muita dor na perna, no meio do caminho encontrei uma senhora gorda, baixa, com um chapéu pequenino, ela me disse que era uma bruxa, e que queria me ajudar. Eu perguntei: " Por que eles mataram ela?" Ela ia me responder...
Eu acordei, e ainda é tudo muito confuso pra mim...

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Complicada

Foi uma noite muito complicada, daquelas que você tem sono mas não consegue dormir, daquelas que te faz acordar no outro dia com o corpo latejando, como se houvesse levado uma surra. Peguei no sono umas 2h e acordei as 5h e 45min, não vou dizer que perdi o sono, pois eu não o havia encontrado.
Muitos pesadelos, todos muito parecidos, a diferença era só o lugar onde aconteciam, em todos eu carregava uma caixa de madeira com a tranca estourada, e eu no sonho sabia o que tinha dentro. Entretanto não consigo me lembrar, por mais que queira, o que tinha guardado nela.
Estava sendo perseguida por alguém, mas eu não consegui ver quem, nem sombra, a verdade era que eu não via quem estava me perseguindo, mas eu sabia que tinha alguém, porque fui atingida por umas três pedras que a pessoa, se é que era pessoa mesmo, atirou em mim. Desci um barranco que estava ligado a um rio que mais parecia um lodo derretido, era de uma cor estranha, um verde meio azulado, eu atravessei e me escondi atrás de uma pequena árvore, eu ouvia a respiração da pessoa atrás de mim, mas não conseguia vê-la, talvez fosse devido a escuridão, o breu da noite sem lua nem estrelas, ou talvez não houvesse realmente alguém ali...

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Um amor pra toda vida

Foi assim meu sonho, sonhei com meu noivo (Rafael), sonhei, ou "pesadelei", que ele terminou comigo e não queria dizer o porquê, ele parou com o carro enfrente de casa, me chamou, eu sai, e ele simplesmente disse que não me queria mais, eu comecei a chorar e pulei, eu realmente subi, no carro dele, porque eu não queria que ele fosse embora. Ele ligou o carro e andou com ele, mesmo eu estando em cima. Eu cai, logicamente, e ele foi embora, e eu não pude fazer nada.
Sabe quando a gente acorda chorando??
Pois é, acordei assim hoje, que bom que foi apenas um pesadelo. Ufa! Mas ainda to com uma sensação ruim, pesadelos ou sonhos estranhos causam isso na gente! (ou pelo menos em mim)
Sabe o que é mais engraçado, ou amedrontador? Se fosse real, eu pularia mesmo encima do carro dele hausdhas
não desisto fácil U.U

domingo, 24 de abril de 2011

Era uma manhã...

...como tantas outras, no sonho eu tinha 25 anos, e estava em São Paulo, a cidade, a trabalho.
Estava passando enfrente um lugar, escuro, não consegui identificar onde, mas havia em minhas mãos um papel com os horários das palestra que eu iria dar. Parei um segurança e quando fui perguntar ele simplesmente foi me empurrando pra uma sala, havia uma porta, eu não sei direito, sabe aqueles sonhos confusos em questão de ambientes?? Pois bem, eu fiquei parada enfrente à porta, e nem eu sabia o porquê. Começou a se formar uma fila, uma multidão de gente atrás de mim. E foi assim que levei um susto, quando dei por mim no sonho, a porta estava se abrindo. Um outro segurança disse:
- Pode entrar.
Eu entrei e dentro da sala, sentados em um sofá estavam todos os integrantes da minha banda favorita, a banda Épica. A própria Simone Simons veio me comprimentar por ter conseguido ser a primeira a chegar na fila. Eu fiquei pasma... eu cantei com eles, dei muita risada...
é esse foi o sonho de hoje (um dos, porque só nessa noite eu acordei e dormi umas 5 vezes).
Ah, existem sonhos que a gente no fundo no fundo sempre espera que se realize algum dia... agora só me resta esperar uns 5 anos neh... (já que eu to com 20 ^^')

quarta-feira, 6 de abril de 2011

É eu gostei...

eu realmente gostei do sonho de hoje, eu sonhei que havia acordado negra, era meu anivervário e isso mesmo, negra, simplemente acordei assim, com o cabelo black power (é assim que se chama mesmo?)e tudo mais, e eu saia na rua e me sentia a mulher mais linda do mundo, e todos me perguntavam o que eu tinha feito pra conseguir me mudar daquele jeito e eu falava que também não sabia, no final do dia quando entrei no meu quarto encontrei um bilhete encima da minha cama, era de minha fada madrinha, ela disse que foi um presente de aniversário já que eu sempre quisera ter a pele morena e nunca conseguira.
Eu não faço a minima ideia do porque sonhei com isso, sim é verdade, desde criança eu nunca gostei de ser o "macarrão sem molho" ou "bichinho de goiaba", nunca tive nem se quer uma cor bronzeada, é por isso que gosto dos meus sonhos (até os bisarros e medonhos) eles sempre me surpreendem!! Enquanto na vida real eu luto pra fazer pelo menos um cachinho no meu cabelo, no sonho eles simplesmente surgem como um passo de mágica!

domingo, 23 de janeiro de 2011

Pavor, Medo, medo, medo...

Eu estava em um quarto deitada em uma cama, com as mãos amarradas nos pés. O quarto possuía apenas uma luz vermelha. A minha volta haviam seres com o corpo de bode e cabeça de cachorro. Eles sussurravam coisas sobre mim. Foi então que entrou um homem alto e esguio, puxou meu cabelo e cortou ele com uma foice, com um bisturi abriu minha cabeça e começou a fazer algo que eu não sabia o que era...
Acordei com muito medo, falta de ar, e uma tremenda dor de cabeça...