"Good cats are dead cats"

.

.

Seja bem vindo ao meu mundo onde a fantasia é a única realidade!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Silêncio, ela vai dançar.

Eu estava mais branca do que o normal, os lábios estavam pintados de bordô, o cabelo loiro escuro preso em um coque com uma rosa vermelha, os olhos verdes estavam bordados por um traço preto e longo. O vestido era longo e branco, os sapatos pretos com salto e ferro na ponta.
O corpo estava com uma postura perfeita.
O cenário? Simplesmente o Templo de Delfos.
A música? Meus pés e minha voz.
Uma rosa
Meia volta
Repousar
("silêncio" disse uma criança com fita nos cabelos, "ela vai dançar")
Cantar com o ar
Com a terra Dançar
Como o cavalo a galopar
Da natureza, o som roubar.
Dos olhos famintos, o silencio bastar.
Sola, ponta, sola, pé.
Sola, ponta, sola, palma.
Vira o rosto antes do corpo.
Vira os punhos,e depois sorri.
Embalsa os olhos em palmas ritmadas.
Bailar sobre a luz do luar.
Dar ao luar a luz do cantar.




PS. quando acordei eu fui correndo ligar o pc, pra tentar escrever todos os detalhes do sonho, mas eu não consigo, parece que a magia não encontra palavras! Então eu procurei um vídeo que mostrasse toda energia do flamenco(e assim tentar passar pelo menos metade da sensação que o sonho deixou em mim)