"Good cats are dead cats"

.

.

Seja bem vindo ao meu mundo onde a fantasia é a única realidade!

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

De quem era a voz?

Mesmo cochilando durante o dia o pesadelo me fez sua visita
Eu estava andando na rua de casa, era de noite, a rua estava vazia e havia uma névoa que atrapalhava um pouco a visão
Entrei em casa e quando entrei na sala minha familia estava sentada vendo tv, só que a tv estava desligada, eles estavam com os olhos perdidos, olheiras, magros, e nem pareciam ter notado minha presença. encostei na porta e fiquei olhando pra parede, então com um calafrio e um aperto no peito comecei a chorar desesperadamente, sem ao menos saber o motivo, e sem conseguir sair do lugar nem tirar os olhos da parede.
Foi nesse momento que uma voz surgiu atrás de mim, um timbre muito reconhecivél, no entanto mesmo no sonho eu não conseguia reconhecer. A voz era grave, suave e doce, ela me disse que eu não estava sozinha e me abraçou. Eu deveria ficar melhor, porque a voz era um timbre de alguem que me fazia bem, mas eu só ficava mais angustiada. Acordei com a sensação de ter algo me observando enquanto dormira...
A angústia permanece

Nenhum comentário:

Postar um comentário