"Good cats are dead cats"

.

.

Seja bem vindo ao meu mundo onde a fantasia é a única realidade!

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Não sei o que significa

Não sei porque sonhei, só sei que sonhei com algumas pessoas que foram e outras que ainda são muito importantes para mim, acordei nostálgica e triste ao mesmo tempo. Com aquela sensação de aperto no coração, aquela que faz você ter vontade de chorar, mas não sai nada de você. O mais curioso é que na hora que acordei havia uma mensagem no meu celular de uma dessas pessoas com a qual sonhei, nela tinha uma estrofe de uma música (que antigamente eu cantava com a outra pessoa do sonho) e a frase "acordei com essa música pensando muito em você". Bom, que eu sempre tive uma ligação muito forte com a Sarah é fato, e que eu achei isso muito lindo também, pois bem, vamos ao sonho.

Eu estava sentada na guia da minha calçada vendo o céu escuro quando ele chegou, sentou do meu lado, e nossa conversa começou com ele quebrando o silêncio, sua voz era grave calma (eu havia me esquecido de como ela exercia uma influência de "ordem", como ela gerava uma submissão inata em mim) ...
- Desde que tudo aconteceu eu queria muito falar com você
- Eu sinto que tem algo inacabado, queria dizer adeus pessoalmente
- Eu já não sei o que sinto... foram muitos anos...
- Por que veio aqui?
- Não sei
E o silêncio voltou... foi então que eu comecei a chorar de soluçar, ele colocou as mãos no meu ombro e me deu aquele abraço e falou
- Eu não entendo mais nada do que aconteceu ou está acontecendo
- Me perdoe, mas eu tenho que ir (tirei os braços dele)
- Por que?
- Talvez você só esteja aqui porque preciso dizer algo
- O que?
- Obrigada por tudo, me perdoe por tudo, segue sua vida, seja feliz, vamos trilhar outros caminhos... talvez nosso maior erro tenha sido ter tentado lutar por algo que não era pra ser (isso prova que nos amávamos, mas se não éramos um para o outro nem todo o amor do universo seria forte para durar muito). Talvez por isso ambos tenham saído tão machucados... Sim, eu perdoei você. E não, eu não vou saber como reagir quando nos encontrarmos na rua. Só sei que quero te ver bem, quero paz.
- Eu preciso saber... Ele tem feio bem pra você?
- ...

Foi então que eu não estava mais com ele eu estava num campo enorme deitada no colo da Sarah, eu estava muito magra, muito mesmo, e careca. Com dores pelo corpo e muitas feridas. Ela fazia carinho em mim e cantava pra mim. O amor dela palpável, e de algum modo eu estava em paz.



Sarah, meu diamante negro, obrigada por até em sonhos estar sempre comigo, amo você

Nenhum comentário:

Postar um comentário